domingo, 18 de outubro de 2009

De Volta ao Brasil: de Georgetown a Boavista

Sexta feira, 16 de outubro: Dia longo pela frente: seriam 680 Km de Georgetown até Boa Vista, sendo que desses, 480 km seriam de chäo de terra pela floresta da Guiana até Lethen, Fronteira Brasileira...

Acordamos bastante cedo, 5h da manä e antes das 6h já estávamos em cima das motos saindo de Georgetown.. Apesar do dia anterior um pouco chuvoso, a previsäo para o dia hoje era de bastante sol e muito, muito calor...
Os primeiros 120 km até a cidadezinha de Lindem correram sem nenhum imprevisto.. atens das 8 da manha já estavamos abastecidos para o segundo e mais difícil trecho de 480 km de estrada näo pavimentadas. Com dia de sol e calor, näo conseguíamos pilotar as motos muito juntos, pois a poeira que a moto levanta incomoda bastante o piloto de trás.. por isso fomos nos separando em grupos...
A preocupacäo constante de cada um de nós era com o combustível pois nossas motos estavam fazendo no máximo 300km com um tanque. Mas isso terminou sendo apenas um temor.. conseguimos vários pontos de abastecimento, um deles inclusive numa pequena aldeia indígena em que a balsa era, pasmem, gratuita!!
A picarreira comecou muito boa.... larga, plana, onde chegávamos até a 110-120km/h.. No entanto, a quanto mais adentravamos na floresta, a pista ficava mais umidecida, côncava, sinuosa e estreita, exigindo que diminuíssemos nossa velocidade e redobrássemos nossa atencäo...

Daniel e parte do trecho de 440km atravessando a exuberante Floresta da Guiana

Os tombos pareciam inevitáveis.. e realmente foram.... para alguns!! incluindo Américo e Daniel que tombaram quase no mesmo local... com as mesmas motos (duas XT 660). Acho que esses dois estao andando juntos demais... hehehehe..

Mas o problema maior viria do Fábio com sua XRE300 que após um susto na floresta, passou por uma depressäo e teve sua roda dianteira praticamente destruída - 9 raios completamente danificados e a Roda em forma de 8 ... Resultado: 3 horas de atraso no meio da floresta da Guiana onde com a ajuda de todos, principalmente Werismar, Cid e Leonardo, conseguiram desmontar o pneu, a roda e remanejar aguns raios intactos para o lugar dos que foram danificados e remontando a roda para o lugar...

Servico expresso de concerto de roda no meio da floresta da Guiana... Mabura Road



Faltava ainda cerca de 300 km para a fronteira, e Fabio teve que "tocar" sua moto com a roda empenada assim mesmo.. balancava mais que toyota em ponto morto.. Mas como disse o Neutonio: a roda torta terminou ajudando a desviar dos pedregulhos que viriam pela frente.

Já mais perto da fronteira, a floresta daria lugar a uma imensa savana, terra indígena margeada por motanhas, que combinadas ao final de tarde exuberante presenteou os aventureiros com paisagens inesquecíveis..

Já era noite quando os aventureiros cruzaram a fronteira e pegaram o ultimo trecho de 120km até Boa Vista onde tioveram uma recepcao calorosa dos amigos que lá residem... mas isso eu deixarei para contar amanhä...

3 comentários:

  1. Cada foto, heim!!
    Quero passar por aí tb...

    Abraços e benvindos a nossa Pátria!
    Ed.

    ResponderExcluir
  2. boa tarde! temos uma programação de viagem, parecida a de vocês, só que vamos de carro. a pergunta é: a estrada é suficiente boa para ir de carro? meu e-mail é sergiocoutojr@hotmail.com aguardamos noticias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Sergio,
      Boa tarde!
      Toda a rota é trafegável de de carro, nosso roteiro teve cerca de 600 km de terra, desde Amapá a Oiapoque 150 ( na época) e cerca de 450 na República da Guiana desde Linden até Létem já na fronteira com o Brasil

      Excluir